5 de jul de 2011

ÉTICA E CONSELHO TUTELAR

Agradeço às pessoas que organizaram a capacitação para os candidatos pelo convite. Como ex-conselheiro, que atuou entre 1995 e 2001, registro que foi muito gratificante poder voltar e dialogar a partir de outro lugar, agora como estudante universitário e ex-conselheiro.
O tema, ética na prática conselheira, que escolhi junto aos organizadores é muito caro para mim. Talvez tenha sido minha maior procura e reflexão quando do exercício dos meus dois mandatos como conselheiro desta cidade e quero aqui aproveitar para precisar melhor algumas coisas já expostas naquele diálogo que tivemos no Colégio do Rosário.
A ética não é qualquer coisa. Não é só uma palavra ou um chavão. Ética, nos Conselhos Tutelares, como noutroslugaresdeinteração social, tem aver com posturapessoal, com capacidadeepré-disposição para o diálogo, para - centralmente - uma escuta do outro como também possuidor de conhecimentos e condições de colaborar na solução de suas próprias questões. E o problema todo é o de como se faz isso


Nenhum comentário:

Postar um comentário