23 de out de 2012

Relatório mostra realidade de crianças e adolescentes


Criciúma - Um trabalho minucioso elaborado em conjunto por profissionais de diversas áreas foi concluído e agora será entregue às instituições. Nesta segunda-feira, às 10 horas, ocorre, no salão Ouro Negro no Paço Municipal Marcos Rovaris, a entrega do Diagnóstico da realidade da Criança e do Adolescente de Criciúma, com mais de 120 páginas. Na oportunidade vão ser distribuídas cópias do material ao prefeito Clésio Salvaro, à Polícia Militar, Polícia Civil, aos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializada em Assistência Social (Creas) e ao Ministério Público.

Segundo a secretária do sistema Social, Naiany Colombo Dias, a produção do diagnóstico se configura como a mais importante obra já construída pelos servidores públicos e profissionais da sociedade civil que atuam na rede de proteção e garantia de direitos da criança e do adolescente. "Ainda que seja difícil mensurar a importância deste trabalho, pode-se afirmar que, além de apresentar as propostas de investimento para fortalecer as políticas públicas voltadas à faixa etária, pode-se destacar a integração dos eixos participantes", salientou.

No fim de 2009 o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Criciúma recebeu um convite do grupo Votorantim para realizar um diagnóstico da realidade da criança e do adolescente no município. Após quase três anos de trabalho, pesquisa e dedicação o relatório foi concluído e contém um panorama detalhado da situação atual dos jovens, composto por uma base de dados quantitativa e qualitativa. O trabalho também avança para a apresentação de uma extensa política pública, formulada para abranger todos os aspectos relativos à efetivação dos direitos das crianças e adolescentes do município.

O relatório está dividido em cinco eixos: saúde; sistema de garantias de direitos das crianças e adolescentes; educação; social; e esporte, cultura e lazer. Para a realização deste material foi formada uma comissão com membros do CMDCA e contratado um profissional para realizar a coleta de dados no sistema de Garantias de Direitos da Criança e do Adolescente. Os dados foram buscadosno período entre 1° de janeiro de 2010 e 31 de julho de 2011. A secretária lembra que ocorre a avaliação do município em hipótese de violações de direitos, tratada a dependência química, gravidez na adolescência, suicídio na adolescência, a atuação do conselho tutelar, sistema de justiça e segurança pública, educação infantil, trabalho infantil, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário