10 de nov de 2009

COMBATE AO BULLING PODE INTEGRAR CURRÍCULO ESCOLAR

Publicado em 06.11.2009

As escolas públicas e privadas da educação básica de Pernambuco poderão ter que incluir no programa pedagógico do próximo ano mecanismos para identificar, prevenir e combater o bullying escolar, nome para a prática de violência física ou psicológica entre crianças e adolescentes.
Uma audiência pública para discutir o assunto foi realizada, ontem, na Assembleia Legislativa, com base no projeto de lei do deputado estadual Alberto Feitosa (PE), que propôs a inclusão das medidas depois que dez alunos denunciaram estar sofrendo agressões e humilhações, numa escola particular da Zona Norte do Recife.
“O que nós queremos é que o bullying seja encarado de frente pelo Estado e que ele aprenda a identificar, prevenir e combater. Que assuma o problema, cada vez mais comum nas escolas, tanto nas particulares quanto nas públicas. O que não podemos admitir é que o fenômeno aconteça e ninguém perceba, como ocorreu durante um ano em uma escola.
Até que as vítimas não suportaram mais e denunciaram o caso à polícia”, defendeu Alberto Feitosa.
O projeto de lei está tramitando na Assembleia e tem até o dia 12 para receber emendas dos deputados, antes de ser votado em plenário. Pela proposta, as escolas terão que contratar especialistas para orientar professores e funcionários, promover palestras e outras atividades sobre o tema.
A audiência foi realizada pela Comissão de Educação para estimular a sociedade a fazer sugestões à futura lei.

Fonte: (Jornal do Commercio).PE

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário