31 de ago de 2011

Audiência debate projeto que proíbe castigos físicos e psicológicos em crianças

Câmara dos Deputados
Você concorda que os pais sejam proibidos de aplicar castigos físicos aos filhos? Essa discussão se espalhou em todo o país quando o governo enviou à Câmara o projeto que ficou conhecido como "Lei da Palmada". Nesta terça-feira (30/08), a Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente promoveu audiência pública para debater a proposta com representantes do governo e de entidades ligadas a essa questão. Foi mais uma iniciativa para esclarecer uma das confusões que surgiram em torno do projeto: a ideia de que a lei, se aprovada, pode levar para a cadeia um pai que aplique no filho um castigo leve.
E a Câmara instalou nesta terça-feira (30/08) a comissão especial que vai analisar o projeto que proíbe castigos físicos e psicológicos a crianças e adolescentes. Foi escolhida para presidente da comissão a deputada Erika Kokay (PT-DF) e para relatora, a deputada Tereza Surita (PMDB-RR).

Créditos/Câmara Hoje:
Cida Hipólito - produção
Carmem de Oliveira - Sec. Nac. da Criança e do Adolescente
Paulo Sérgio Pinheiro - Comissão de Direitos Humanos da OEA
Ana Paula Rodrigues - Fundação Xuxa Meneghel
Wanderlino Nogueira Neto - Defence for Children International
Dep. Tereza Surita (PMDB-RR)
Dep. Erika Kokay (PT-DF)

                                          30/08/2011 18:16 - duração: 00:03:40
Fonte : Câmara dos Deputados

2 comentários:

  1. Sou favorável à Lei, mas não me canso de ponderar de que há poucas ações com vistas a um melhor preparo as pessoas assumirem a paternidade de seus filhos.

    ResponderExcluir
  2. Sou favorável à Lei, mas insisto na necessidade de não tratarmos os adultos como meros vilões, porque a maioria dispõe de poucos recursos para a assunção de determinadas responsabilidades, por desconhecimento e por imaturidade. Quem se preocupará com os adultos?

    ResponderExcluir