29 de nov de 2011

Profissionais recebem capacitação para falar à imprensa sobre violência doméstica e sexual

Visto que constantemente é debatido na mídia o tema da violência doméstica e sexual sofrida por mulheres e adolescentes, profissionais que trabalham nessa rede de atendimento precisam estar bem preparados para abordar o assunto. Assim, o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas (Dape), em parceria com o Instituto Patrícia Galvão, realizam de 28 a 29 de novembro, das 8 às 18 horas, na Biblioteca da Floresta, a Oficina Temática em Mídia e Comunicação para Profissionais que atuam na Atenção a Mulheres e Adolescentes em Situação de Violência Doméstica e Sexual.
A oficina é voltada aos diferentes órgãos que integram a rede de atendimento desses casos pelo SUS, especialmente para profissionais solicitados a falar com a imprensa ou que desenvolvem o papel de porta-voz, como médicos que coordenam equipes hospitalares, profissionais que chefiam serviços diversos, profissionais da área de comunicação social e/ou que atendam diretamente o público. Participam da capacitação 25 profissionais, aproximadamente, que serão os agentes multiplicadores da oficina.
Segundo a técnica do Dape da Área de Violência Contra a Mulher, Criança e Adolescente, Rejane Maciel, entre os objetivos estão desenvolver a capacidade de lidar com jornalistas de maneira a sensibilizá-los para os efeitos da violência, usar linguagem própria para se comunicar com a sociedade através da mídia e apresentar para a sociedade, através da mídia, os serviços oferecidos pela rede de atendimento a Mulheres e Adolescentes em Situação de Violência Doméstica e Sexual e seus resultados: perfil do público atendido, principais serviços, principais ocorrências, normas técnicas e procedimentos adotados e postura da equipe frente aos casos atendidos.
“Os participantes são orientados como se portar ao serem abordados sobre as vítimas de violência, bem como desenvolver a capacidade de lidar com as mídias e imprensa de forma educativa e comunicativa diante de circunstâncias ou perguntas imprevistas”, reforça Maciel.
A capacitação é ministrada pela coordenadora do Projeto de Capacitação do Instituto Patrícia Galvão, Ângela Freitas, acompanhada da assessora da área Técnica de Saúde da Mulher/Dape do Ministério da Saúde, Liliane Brum Ribeiro, e serão palestrados os temas: Comunicação estratégica – a natureza e lógica da mídia, política de comunicação e os desafios de falar para a imprensa; Como funciona a redação de um grande jornal - O que é notícia – Importância  da imprensa escrita e como lidar com ela; Características da Televisão e Dicas para dar boas entrevistas; entre outros. 
Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário