15 de ago de 2012

Abertas inscrições para capacitação de conselheiros tutelares

A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social informa que a partir de terça-feira (14) estará em funcionamento o ambiente virtual de aprendizagem, na modalidade à distância, para a capacitação de 500 conselheiros tutelares de todo Estado inscritos para a primeira turma. As inscrições para a segunda e terceira turmas - que serão capacidas em setembro, outubro e novembro - já estão abertas.
Nas duas próximas etapas serão capacitados 1.565 conselheiros tutelares. Para se inscrever é obrigatório o envio de dados cadastrais para os escritórios regionais da secretaria. Somente assim será feita a inscrição e a criação do login, senha e data em que cada um dos conselheiros poderá acessar o sistema para realização da capacitação.
Os conselheiros tutelares deverão enviar para os escritórios regionais da Secretaria da Família as seguintes informações obrigatórias: nome completo, RG, CPF, data de nascimento, endereço residencial completo, com bairro, cidade e CEP, grau de instrução, profissão antes de ser conselheiro, e-mail pessoal, telefone e data de posse no Conselho Tutelar. Os contatos dos escritórios regionais da secretaria estão disponíveis no site www.familia.pr.gov.br no menu Institucional em escritórios regionais.
O curso tem duração de três semanas, com carga horária de 20 horas/aula, e pode ser acessado à distância por meio de computador com acesso à internet em qualquer local. O sistema possibilita que até 9 de novembro o curso seja concluído. Uma das ferramentas empregadas para efetiva qualificação é a existência de “tutores” que farão o monitoramento das atividades previstas.
O CURSO
O foco principal do treinamento é o Sistema de Informação Para Infância e Adolescência (Sipia CT web). Segundo a assessora técnica da secretaria, Márcia Tavares dos Santos, o Sipia CT web é um instrumento que permite armazenar e organizar o conjunto de denúncias recebidas pelo Conselho Tutelar. É um banco de dados capaz de fornecer estatísticas e informações sobre as violações dos direitos da criança e do adolescente, permitindo a construção de diagnósticos para subsidiar a elaboração de políticas públicas na área da infância e adolescência.
Os R$ 2,2 milhões destinados à capacitação dos conselheiros tutelares são recursos do Fundo da Infância e Adolescência. A deliberação do fundo, destinado a garantia dos direitos da criança e do adolescente está a cargo do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente e da Seds.
http://www.ilustrado.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário