1 de set de 2012

Alimentos que matam crianças e adolescentes


A série de trabalhos científicos publicados nos últimos anos, que alertam sobre o sedentarismo e a má alimentação, como o mal moderno que provoca tantas mortes como o uso de tabaco, não faz mais que expor um problema para o qual os especialistas vinham advertindo cada vez mais. 
A obesidade infantil é um problema que deve estar na pauta de todos os profissionais de saúde pelas suas malignas consequências e deve ser uma questão de conscientização da família e da sociedade. Apontam os especialistas que uma ação preventiva é capaz de reverter o grave quadro com investimento capaz de prevenir, tais como o excesso de peso; peso elevado ao nascer, alimentação complementar no primeiro semestre de vida, alimentação desequilibrada e consumo deficiente de frutas/legumes e o sedentarismo. Uma criança fica em média 4,83 horas por dia diante da televisão e internet. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário